22 de dez de 2010

Sinais? Cadê?


Sinais não existem. Acreditar em Horóscopo? Ahá. Você está é louca. Horóscopo é só frases que querem aumentar sua auto-estima, não acredite nisso menina. Ninguém entendia de qual lugar aonde arrumava tanta fé e tanta vontade de saber do meu futuro. Sinais? Não existe. Sinais, destinos, horóscopos são desculpas que inventaram para tentar achar alguma explicação para algo impossível, se é que existe explicação para coisas impossíveis. Mas então, o que há de errado comigo? Não sei.  O que há de errado com você que diz que irá mudar, mas continua na mesma? Não sei. Eu amo infinitamente, e sobrevivo disso, é a única coisa que faz com que eu não me atire em frente de um caminhão azul que passa na avenida. Desisti também aos poucos de sorrir. Entro na academia, me encaram, subo as escadas, olho para a sala esquerda, uma reunião de meninos querendo ficar bombadinhos me olham e eu subo mais uns degraus, olho o menino que nunca fala comigo. Arrumo meu cabelo, dou um sorriso leve, pergunto de alguém, finjo ser séria e, mas no fundo, sorrio por dento. Sim, que bom que não acabou minha capacidade de poder sorrir por coisas idiotas, mas ao mesmo tempo tão simples que vem como algo que me lembre à esperança. Chego em casa, deito e durmo com sua imagem. Da última vez que eu te vi, da última vez em que eu conversei. E me lembrei que eu não lixo e não me deixo ser tratada como tal. Então, durmo. E sonho, e sonho e sonho, mas não me lembro desse sonho e aí? Foda-se.
Eu era a menina que te amava, desde início. Sempre desejei, sempre. Achei desculpas, inventei mentiras para a aproximação. Quis você sempre mais e mais perto, e infelizmente, me sufocou. Acordo e vejo algo. Converso pera aí, olha isso! Olha olha! Calma, é um sinal. Não, não é. É sim. Abro facebook, MSN, Orkut, e o site do João Bidu. Mas olha, não mudou nada. Calma, só pode ser isso. Desci as escadas tão rápido. Horóscopo, horóscopo. Cadê? Aonde enfiei aquela revista? Achei! Esbarro no meu cachorro, derrubo a mesinha de centro da minha sala. Olha, lê isso!  Ele vai voltando, ele está voltando! Sorrio de novo.
E se ele não voltar? Culpa do destino? Culpa de quem? Não sei. Talvez da vida, talvez culpa dele, talvez minha culpa. Mas você não disse que enterrou ele? Ah. Dá um tempo, deixe viver mais um pouquinho, deixe ele viver mais um pouquinho só dentro de mim. Então, menina que amava e agora? Agora que eu não sei. Para onde ir? Esquerda ou direta? Sigo em frente ou te espero em uma ruazinha escura e sem vida? Eu sei o mundo não me comove e ele não se comove comigo. Cortamos relações. Mas quero me comover de novo. Quero, no fundo, desejo isso. Desejo tanto isso que no fim não quero mais nada. É só o 49º dia. Tem mais 316 dias pela frente. Até lá o destino poderia ser legal comigo e me mandar um amorzinho novo. Não! Se comporte menina. Você prometeu. Você terá que cumprir.
Sou uma menina resolvida e não seguirei horóscopo e nenhum sinal. Quem você quer enganar? Você acredita nisso. Sou uma menina indiferente e não preciso de ninguém. Quem você quer enganar? Você se sente sozinha depois que tudo partiu. Então, por favor. Ele está chegando? Talvez. Mas talvez não. Eu e a minha mania de ver coisas aonde jamais existiram e que jamais vão existir. Eu e a minha mania de maquiar a dor e fantasiar o amor. Ainda seguro o ar para não tentar me sufocar com tanta coisa colorida e bonitinha, porque eu me olho, e não vejo nada de colorido e bonitinho. Maquiei meu luto, mas meu luto é tão grande, tão forte que pode se notar a parte escura em mim.
Corra. Não deixa que eu me perca. Não me deixe esquecer o valor que tem a esperança e a organização para um mundo melhor. Venha. Se aproxime. Me toque e veja que eu sou de verdade Eu sou isso. Me toque e se comova em ver que há sim, uma pessoa que escreve tantos dramas e tantos romances com palavras estranhas e que sofre. É Sinal. É destino. Não, só pode ser um sinal. Tá, tudo bem, é um sinal.  Atropele o destino e os sonhos dos outros que você está envolvido. Mas pelo amor de Deus, chegue junto comigo no final. É tudo que eu mais quero. E se quer saber. Eu acredito sim. Destinos, Horóscopos em Sinais. E se tudo está chegando haverá um motivo. E se quer saber de outra coisa.  Procuro sinais em frases, textos, sonhos. Talvez assim, alguém perceba que é realmente verdadeiro. Me mande algum sinal?

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©