14 de dez de 2010

Grandes garotas.




Criando uma polêmica a mais, não acredito que grandes garotas não choram. Não existe essa história de grandes garotas não choram. Para mim, grandes garotas são as que choram, são as que se apaixonam e que aprende, que no fim das contas, não importa qual seja a história, não importa se o amor foi bom ou péssimo, olhem para elas, elas estão chorando. Grandes garotas não choram? As insensíveis não choram. As que se acham fodas, as que gostam dessa história e desse clichê ridículo que eu vejo por aí.
As grandes garotas são as que vêem luz aonde não tem, conseguem ver e rever o passado, às vezes com uma dorzinha, às vezes com alegria. São as que conseguem amar a mesma pessoa por mais que ela tenha errado, por mais que ela seja o erro em pessoa. Grandes garotas, essas sim merecem todo o meu respeito. Essas meninas se apaixonam e se entregam. Apaixonam-se e acabam no final, muitas vezes sozinha e querendo esquecer.   Não me considero uma grande garota. Tudo bem vou ser sincera, me considero uma grande garota. Eu choro porque a banda que eu colocava muita fé acabou choro porque o mundo anda bastante triste, choro porque não consigo amar mais ninguém, choro porque eu tenho que chorar.
Se completa mais um dia, um dia que hoje, a grande menina que tenta escrever esse blog. Sinto todas as dores, sinto abandonada e perdida. Sinto acabada e sozinha. Mas não imploro amor e nem caridade de ninguém, não imploro que sinta pena. Cada vez mais existem histórias que me cansam e histórias que me animam. Cada vez mais sinto que está na hora de deixar a história cansada para trás e só levar coisas boas que eu acabei aprendendo com o tempo. 
Sim, meninas fortes e lutadoras existem.  São as mais doces e fáceis de serem notadas. Essas meninas, conseguem sorrir mesmo sofrendo, conseguem enganar a própria dor, e isso não é trabalho fácil a se fazer. Veja, perceba cada menina que está do seu lado e as que você conhece. E você, menina que sofre e consegue enganar a dor deve agora estar abrindo um lindo sorriso porque sabe que eu entendo e sabe que eu consigo ser igual você. Fantasio a minha dor. Fantasio muitas vezes até o amor por medo. E o medo, toma conta dessas meninas, porque já foram pisadas e já sofreram.
Essas meninas cantaram alto para que o mundo parasse de fingir de surdo, criaram sonhos para fantasiar o vazio, se acomodaram aos poucos na rotina e numa vida pacata, mas algo dentro delas há uma voz que não querem fazer parar. Há uma voz dentro delas e dentro de mim que diz para ir cada vez mais fundo. Que o sofrimento. Porque sendo assim, é a alma do negócio chamado Amor.
Mesmo iludidas, cansadas, choronas e que amam reclamar de vez em quando, grandes meninas são essas, que no quando acaba algo chora e sente dor, chora e ama como nunca e sempre acredita que quando a chuva acaba o sol vem, e que ele trás sempre algo bom.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©