23 de nov de 2010

Um amor assim





Queria um amor diferente, mas que fosse ao menos correspondido, não queria nada a não ser isso. Desde no início, eu pedi. Talvez um amor alegre e que pudesse acolher tudo que eu já passei na vida, todas as dores, todas as brigas, e todos os amores. Um amor que talvez pudesse trazer a segurança, ou ao menos, algo que pudesse fazer o coração saltar pela garganta e pedir para que jamais acabe aquele momento, para mim e para o sortudo ou o azarado.
Talvez que pudesse ficar acordado contando suas histórias para mim, contando sobre a sua vida sem mim e que ao menos, não queria ficar longe de mim. Que entendesse meus medos e os meus acertos, como você não entendeu um dia. Eu queria nada menos e nada mais que o seu amor, mas você escolheu negar e eu escolhi seguir em frente, já que eu percebi que minha vida se escorria em minhas mãos, que pessoas chegavam e saiam com muita facilidade.  Um amor que traga saúde, felicidade ou algo que traga salvação para tudo que envolva a minha história. Seria de novo algo que fizesse salvar a vida, mas que dessa vez, não vire a doença, e que não vire a loucura.
Desisti de me apaixonar no início, pensei negativo milhares de vezes para que tua imagem fosse a que valesse sempre mais. Comparei amores e comparei expectativas e dessa vez, alguma coisa surgiu. Tudo bem, só por que ele me olhou não quer dizer que ele ache que possa ser a mulher de sua vida. Mas agora, eu vou fazer do meu modo, o modo que talvez, nem eu conhecia e nem ninguém. No começo, era o seu amor ainda que buscasse todas as noites e todas as manhãs, e infelizmente em todos os textos. E parece que a vida vai mudando, eu vou mudando, e cada vez mais parece que as coisas ficaram tardes demais, para mim e para você. E eu pedi sempre para que nada ficasse tarde demais para a gente. Mas como isso aconteceu, não vou evitar a vida. Que a vida faça o que acha ser feito. Amor, Amor e Amor. Várias vezes pedindo, várias vezes torcendo para que agora nada como fosse, seja e novo. Que venha o novo. Que venha o amor que eu pedi.




Ps: Você não me dá notícias. E já se passaram 480 horas e sim, são vinte dias. Faltam 345 dias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©