25 de nov de 2010

Amores opostos, destinos iguais



São dois caminhos que acabaram se cruzando no meio de um acaso ou foi só ironia do destino. São dois amores que por um acaso, como agora, mas só agora, são dois amores com caminhos opostos. No meio dessa trama apareceram várias pessoas para participar, para que cada um guardasse um pequeno lugar nessa história.  Pois é com você sim, eu iria até o fim. Eu sempre penso isso. Sempre. Fecho os olhos, me aperto contra minha almofada rosa, e me esforço para pensar em tudo, mas algo incrível acontece e eu não consigo mais e eu mudo, penso em um menino agora, que pode ou não estar gostando de mim, pode ou não, entrar na minha vida. Pode ou não, merecer um texto bom e sincero como já fiz para você, só que talvez ele fosse importar, já que você nem ao menos o leu. Nem ao menos, me leu.
São amores estranhos e talvez com um caminho igual. Para mim e para ele. O amor insuperável. O amor que talvez nem exista mais depois de tanto tempo. E a minha calma se vai de novo, vai e não volta. Vai e procura o menino comum que me atraiu. E eu mudei o rumo como eu sempre fiz e eu acho que sempre vou fazer isso. Sim, dessa vez, há uma luz ofuscante no fim de um túnel, dessa vez, não é sinal de perigo, nem ao menos, é um trem que vai querer passar por cima de mim. E se passar? Passou.
Sou um tanto quanto chata para isso. Neguei um quase amor já que um menino normal, lindo e com fama, queria me ver, e eu não queria ser só mais, em uma noite, é, ele queria sexo. Neguei de novo, outro menino, porque ele queria que eu ligasse. Ai, mas eles são tão lindos. Sossega coração. E assim, fez mais um caminho em comum que logo se desfez. Sabe, pensando bem, em 365 dias, andei aceitando os fatos, as feriadas abertas fecham-se aos poucos, como se eu pudesse sentir que tudo vai mudando, como se eu fosse aceitando novas pessoas, novos amores, novos tempos. Eu, que sempre fiquei no mesmo caminho, hoje ando em caminhos opostos. E agora vem certo estranho e me deixa sem graça, não consigo encarar, não consigo falar nada, me sinto vegetal. Mas me sinto viva, lá no fundo, sabendo que eu posso de novo me orgulhar em ser uma menina como as outras, menino insuperável, você me entende agora? Sua falta só me fez entender tudo. Muito obrigada. Ando construindo, ando divertindo pessoas e fazendo algumas delas chorarem. No fundo, não quero me tornar uma pessoa que é descrente de tudo. No fundo, eu não quero isso, nunca quis. Quero de novo comprar esmaltes e ficar alegre com as novas coleções. Quero de novo sentir a brisa em mim, e ficar feliz. No começo, a comédia como você quis, no meio, um terror para assustar a todos e agora, o fim, bom, o fim eu dispenso previsões. Mas façam suas apostas. Quanto tempo agora durará essa magia? Quanto tempo você ficará nessa estrada?
Isso, bom... Só o Destino sabe, e se quer saber de mais alguma coisa, ele não conta a ninguém isso. Ele deixa tudo preparado, e você faz acontecer aos poucos. Assim, quando chegar agora. Tudo está pronto e você, estará voltando a sua vida normal. Como um dia aconteceu comigo... Porque sim, são amores opostos em destinos iguais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©