26 de abr de 2011

O sorriso




Não vou te falar que chorei, não mesmo. Sou uma menina forte, uma menina muito bem resolvida e com o coração de gelo. Imagina, eu não amo ninguém. Na verdade, eu amo todo mundo, me dou por completo e acabo sozinha. E isso é triste demais, doentio demais. E agora, depois que resolvi a crescer. Não quero que você sofra só porque eu não te amo como antes. Não quero me vingar de você, nem das meninas que te usaram. Não quero que minha raiva cresça quando ver algo que não me agrade e não quero que o meu ciúmes atinja ninguém. Mas também não sei se quero ou não que você seja feliz sem mim. Talvez sim, talvez eu queria verdadeiramente que se lembre sempre quem eu fui e o que sou hoje, quero que se lembre de mim com carinho, não com pena ou com amor intenso, mas apenas com saudade. Saudade leve também, não quero que te culpes ou que permita-se ser culpado. Não foi culpa de ninguém, talvez nossa, talvez do mundo, mas deixe isso passar. Estou bem, e sem nenhum remorso. Não fiz ninguém chorar, nem sangrar. E isso me deixa aliviada, você sempre soube que nunca gostei de causar dores em ninguém. O que eu senti foi puro e até arrisco em dizer que chegou até ser sagrado. E arrisco mais ainda em dizer que jamais irão sentir por mim o que eu senti por você. Jamais irão escrever para mim como escrevo para você, e não sei se isso é motivo para ficar feliz ou triste.
O nosso amor se acabou e aos poucos eu fui caindo sem saber onde iria ter fim. Só queria que tudo acabasse o mais rápido depressa, só queria que o tempo passasse o mais rápido possível, porque foi difícil acordar e ir dormir tendo cada vez menos certeza que você voltaria. Foi difícil acordar e ir dormir todos os dias na esperança que tudo mudasse e tudo ficou só na vontade, a esperança acabou e você não voltou. O nosso amor se transformou em um texto apagado, amarelado. O nosso amor se transformou em lágrimas, em suspiros noturnos e em abraços vazios. Queria que você pudesse me ver como a menina que mudou sua vida, mas tenho a certeza que estou entre aquelas que poderia ter mudado e que você evitou. Nosso amor se transformou na página final de um livro, mas todos esperam animados e aos gritos que você volte.
Não quero que sua volte seja algo forçado. Não quero ser a rainha do drama. Não quero que sintam dó de mim. Sou acostumada com perdas, mas também sou acostumada com algumas vitórias. Mas pensei muito tempo que fui fraca mas descobri que sou forte. E se eu sei sorrir hoje, é porque eu já chorei muito. Se eu tenho a força e a fé que tenho hoje, é porque já sofri muito e assim, aprendi dobrado. Para esse dia que está nascendo um novo recomeço. Um novo dia cheio de fé, e de esperança. Fé para conseguir vencer, e esperança para encontrar o que tanto se procura. Se eu pudesse te abandonaria primeiro. Mas você foi mais rápido, você me deixou sozinha e eu tive que aprender a viver, sem você, sem ninguém. Parabéns, você me fez entender que não sou fraca. Você me fez entender que sou sim, sou uma mulher forte.
Eu só queria que você estivesse aqui. Só queria que você chegasse e pudesse dizer que sempre me quis bem. Só queria que você pudesse me amar. Só queria… mas para te falar a verdade, não espero mais nada de você, absolutamente nada.
Não quero saber se vai ou não chegar. Mas quero que guarde que isso, quero que guarde que você tem um papel na minha história. Quero que se lembre de mim, e quero que um sorriso saia de seus lábios quando isso acontecer. E outra coisa para terminar, quero que você saiba que quando me lembrar de você estarei fazendo a mesma coisa. Vou sorrir milhares de vezes quando me lembrar de seu modo de imaginar as coisas, vou sorrir quando seu nome for falado, e vou sorrir quando contar essa nossa história e sem querer a ouvinte sorrir com pena. Vou me lembrar de você e sorrir mais puro que houver e com mais saudade que conter. Mas será o meu sorriso mais feliz e o meu sorriso mais triste. Feliz, porque você existiu e eu pude fazer parte disso, e triste porque você já não estará mais, como nunca esteve, perto de mim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©