18 de jul de 2011

Escolhido



Todas as meninas sonham encontrar um cara que faça mudar o destino de cada uma. E obviamente, nem todas conseguem o esperado.  Mas ainda assim, continua naquela busca de encontrar um cara que você possa contar o seu maior sonho, porque sabe que ele vai fazer parte disso. Aquele que simplesmente passará a se tornar algo tão seu, como se fosse ele o escolhido para viver com você durante muitos e muitos anos. E por pura sorte ou loucura, eu havia encontrado um assim, ele passaria, a saber, de todos os meus sonhos e medos, eu contaria os meus pesadelos.  Sim! A menina que havia se tornado uma lenda bizarra na pré-adolescência havia encontrado um cara bonito que tinha sonhos bonitos e um mundo mais bonito ainda.  Parecia que depois de muito a perder, comecei a ganhar. Ganhar exatamente o quê eu não sei, mas tudo era muito divertido e eu tinha um homem que se dizia apaixonado por mim.  O cara obviamente lindo se tornava cada vez mais lindo, era uma progressão totalmente frenética e algo estava escrito entre minha vida e a dele.
Ele tinha olhos profundos, imensos e congelante . Seu toque me fazia arrepiar em fração de segundos e eu havia me apaixonado. Entrei naquela luta entre não-posso-me-apaixonar-por-você que acabei me apaixonando descontroladamente. Não me importei muito com os outros, eu o queria mais do que qualquer coisa. Não me importei se iria ou não me ver humilhada, mas não descansei, fui atrás, suguei a última gota daquela farsa. É, um homem fazia aquela menina bizarra idiota simplesmente deixar de ser idiota, ela se transformara apenas em bizarra.  Mas o pior de tudo isso é que enquanto todas as meninas estavam procurando o seu escolhido, eu já havia encontrado o meu e nesse exato momento, ele passou a não mais me querer. Ele foi embora como se fosse melhor fugir de algo que poderia ser a minha felicidade. Ele preferiu fugir de mim. Quer algo mais cruel do que isso?
E eu mal sabia continuar. Havia feito uma vida praticamente em cima do Escolhido. O Escolhido que eu poderia amar e seria recíproco, porque assim que funcionam as coisas. Não dá para bancar com um coração quase transbordando de amor, uma vida toda. Não dá para bancar a apaixonada o resto dos seus dias, pelo simples fato que a aflição tomou conta de tudo e o amargo da vida começou a pesar sobre os dias. Aos poucos, fui desistindo do que eu havia sonhado. Cortei a faculdade, cortei as minhas idas a livraria, e cortei meu textos. Fui me censurando dia após dia e quando dei por mim, estava sem nada e ninguém. E mal sabia o que queria da vida, na verdade, a única solução encontrada foi fingir que nada disso me importava. E percebi que sou uma ótima atriz. Passei a ser louca . Passei a ser louca e corajosa. Enfrento tudo, não deixo para amanhã.  Não sou de recadinhos, nem avisos. Se você quer, fala. Se não quer, esquece.
Eu fui embora também, não fiquei mais sozinha nos lugares que havia sua presença. Não queria aturar ninguém com aquela velha frase clichê de ter me avisado. Que ótimo para aqueles que me avisaram... isso tudo adiantou alguma coisa? Não, continuei sendo a mesma merda de sempre, mas claro, na versão piorada, a versão em que beber, olhar, e fuder com as vidas das pessoas que ousam se aproximar de mim.  Ele me transformou nisso. O meu escolhido que entregaria todos os meus sonhos, simplesmente me dava o maior pé na bunda de toda minha história. Por que? Por que eu nunca fui boa o suficiente para você? Por que você foi como os outros que me deixaram?
Tudo que vai, um dia vai voltar. Não me importo se será você que retornará ou se será eu. Mas o Escolhido se tornou apenas um cara idiota nos meus textos. Eu já não o vejo, não sei nem ao menos aonde está, mas de vez em quando eu me o encontro em meus sonhos, e acordo totalmente louca a procurando notícias em tudo que é lugar. Mas não encontro nenhuma pista e na verdade, é melhor assim. Todas as meninas sonham encontrar um cara que a faça mudar de vida totalmente, algumas deixam de beber, outras param de fumar, outras simplesmente esquecem o valor que a vida tem. Todas as meninas sonham encontrar um cara que faça os sonhos se tornarem reais, e os medos ficariam para trás. É uma pena que existem caras covardes, é uma pena que alguns não se importam com o que a outra pessoa sente.
Mas quer algo melhor do que isso tudo? Quando menos espera a sorte chega. Mais cedo ou mais tarde, o Escolhido some ou aparece de vez. Mais cedo ou mais tarde o mundo muda, seus projetos também, e tudo se tornará apenas uma memória de algum dia ruim. E aí percebi, não foi ele que foi o escolhido. A escolhida fui eu. O meu destino foi traçado de um modo bizarro e patético – por que não dizer igual ao uma novela mexicana?! – Mas no final das contas, vejo que nesse tempo todos me escolheram. Ele me escolheu e eu o escolhi. Mas é uma pena que não tenha dado certo, mas talvez tenha sido melhor assim, talvez. 

Comente com o Facebook:

Um comentário:

  1. Você o escolheu, ele te escolheu. mas de uma outra forma, talvez ele tenha te escolhido como brinquedo. Eu te escolho como minha inspiração para os dias maus. Eu escolho, apenas a felicidade para você. Eu escolho alguém melhor pra você.

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©