28 de out de 2012

A espertinha



Eu vou contar umas verdades. Preciso contar para vocês o que realmente entendo sobre o amor e tudo aquilo que não entendo, mas ainda assim, julgo que entendo. Sou teimosa, com um ego inflamado mas ao mesmo tempo elevadíssimo. Sou espertinha e aconselho que todas as meninas tenham amigos homens – Acredite, vocês vão aprender muito na companhia deles  - Sou rodeada por amigos, por homens, por conhecidos, e sei o que eles pensam, e assim, me fiz espertinha, malandrinha, e cínica.  Me fiz ser o que sou hoje para que ninguém mais consiga atravessar a muralha entre o que sou, o que penso e o meu pobre coraçãozinho. Tudo anda muito confuso, e ofuscado por tanta luz, brilho, e vozes. Não, não sou nenhuma paranormal que escuta vozes do além, mas a única voz que realmente consigo ouvir é a minha. De um lado, vários amigos e várias opções, do outro, quem eu sou de verdade, todos os meus sentimentos, e tudo aquilo que eu julgo certo. Não há mais caminhos alternativos, há apenas um só que logicamente é o de seguir em frente. Não é mais novidade para ninguém que eu segui em frente. Não sei como, mas simplesmente segui em frente.
Não o vejo mais, não falo mais dele, não tenho mais nem o que dizer sobre o fim desse amor tão louco. Acabou né? Graças a Deus ou qualquer santidade perdida por aí que conseguiu me livrar de qualquer dorzinha futura. Contorno meus olhos com delineador, unhas vermelhas e um brilho intenso, não sei da onde vem, e nem onde irá parar, só sei que estou gostando. Ultimamente quero mais é enfrentar a vida, enfrentar esses amorzinhos que se julgam eternos, e o principal: Quero me enfrentar. Uma das maravilhas do mundo era poder abraçá-lo ou simplesmente parar estática ao seu lado, mas como tudo muda, a sensação também mudou. A única coisa que realmente queria era sair do seu lado para sempre. Já não há mais tempo para chorar por um amor perdido. Já não há mais tempo para ficar reclamando. 
Escrever nunca vai fazer ninguém voltar. Um homem não vai te fazer chorar se realmente merecer o teu amor, não vai te abandonar só porque você bebe ou fuma demais, não vai apontar o dedo se você fizer algo errado. Mas ainda assim, sou espertinha. Não me envolvo, sou arrogante da minha forma, e brinco com as pessoas numa espécie de jogos de amor ou até mesmo, jogos mortais.  Mas aí ele aparece e quer brincar comigo, mas eu não quero brincar. Ele quer jogar o jogo dele, e eu quero jogar também, mas invento umas regras loucas. Mas o bendito quer rolar os dados, e só consigo pensar que quero rolar até ele, e ser dele, viver para ele ou qualquer frase de efeito que possa lembrar essa pontinha de entusiasmo. Sei que não quero jogar, porque sei que no fim será ele brincando comigo e não ao contrário. Eu que devo brincar e fazer as regras, mas não, ele contorna a situação e faz de mim a sua Barbie. Há uma enorme listas e ele se tornou um integrante. São chaves reservas do carro, que sei que um dia irá ligar, e finalmente conseguirei dar a partida. Vou dar a partida e só vou parar na China, com ele, com o escolhido, com o azarado ou sortudo. Sou espertinha e faço todos sofrerem, mas mal sabem que choro, choro muito. Sou movida por um lado sentimental maior que toda a minha existência. Sou movida pelo drama, e pelo romantismo mas deixo esse lado ocultado. Não quero que saibam jamais que tenho o coração tão puro, tão doce, e tão ingênuo assim. Sexo sem amor, beijo sem amor, abraço sem amor e com juras sem fundamentos, e pronto, estou lá mais uma vez suspirando as escondidas por alguém que logo vai embora. Eles não suspeitam mas aquela menina loira, de olho bem desenhado, e de um jeito arrogante e fácil, é a mesma que chora as escondidas porque se sente sozinha e muitas vezes sem saída. Eu sei que o escolhido um dia vai aparecer e vai me levar para longe disso, talvez a chave reserva que tanto procurei está perdida por aí, com outras loiras, loucas e solteiras.
Mas sou espertinha - Não me entrego inteira, não me deixo levar por aquelas promessas que tanto me fazem quando deito no peito deles quando vou dormir, e nem acredito nas publicações de frases de efeitos de redes sociais - Sou espertinha, fria e nada mansa. Sou mil palavras em uma única linha. Sou uma frase que foi escrita de mal jeito, mau formulada e sem nexo algum. Não estou aqui para esclarecer, e acho que realmente estou aqui para complicar o que todo mundo deixou fácil. Não entendo nada de amor, e nem de relacionamentos. Sou uma espertinha de quinta. Não sou maleável, e ainda acredito as escondidas no famoso príncipe encantado. E ele ri disso, ri porque gosta que eu o faça rir. Ri porque me abraça e diz que sou a menina da vida dele, e eu finjo que acredito, afinal, sou espertinha e não acredito em homens. Mas aí não consigo mais dormir sem ele, ou pensar sem ele, não consigo mas vou seguindo a vida, já que ninguém pode saber disso, mas eu conto a vocês: Por mais espertinha que eu seja, nunquinha deixei de ser daquele que prometi amar para sempre. Por mais louca e dissimulada que sou, nunquinha quis ser deles, mas sempre quis parar em algum braço que pode me dar a segurança que não tive.Sou tão espertinha que respiro fundo no pescoço dele e quero mais é que o mundo se foda. Sou tão espertinha, tão menina, tão dele as escondidas. Sou tão espertinha, tão doce, tão chata. Sou tão tudo isso, que nem ao menos sei decodificar para falar. Cada vez mais exposta e cada vez mais ridícula. Mas além disso, não há mais muito além, há apenas tudo aquilo que julgo certo. Ele sabe que eu o quero, e ele diz que também me quer, mas não acredito. Não acredito e continuo nessa história só para aprender mais uma vez que muitas vezes aquilo que julgo controlar, na verdade, é aquilo que me controla. 

Comente com o Facebook:

5 comentários:

  1. Estou tão feliz por ter voltado! Amos seus textos. Layla, linda!

    ResponderExcluir
  2. Laaayla! *-* Que bom que você voltou! Perfeito (:

    ResponderExcluir
  3. No final o que mais tem por aqui são os sapos e não os principes (estes perfeitos só nos contos de fadas).


    já to seguindooo

    bjokas =)

    http://meusegredosbell.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Adorei o blog , *-* acabei de criar um visita segue indica ? rsrs http://kabarthmann.blogspot.com.br/ beijinhos

    ResponderExcluir
  5. É, me parece que este mundo não é apenas somente meu. Não estou sozinho.
    Adorei o texto!

    Beijos!

    Vi
    www.bardodataverna.blogspot.com
    facebook.com/vicentrix

    ResponderExcluir


Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©